quinta-feira, 31 de maio de 2012

O Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira não comenta a ausência do Presidente do Governo Regional para debater a Moção de Censura que lhe foi apresentada? Afinal, o que faz esta "figura" no Parlamento? Devia aproveitar a demissão do Líder da JSD-M e demitir-se também! Já chega de brincar. A Madeira não pode continuar assim!

Reparem que ao minuto 2:07 o sr. zé pedro descaiu-se e disse "ajudar aqueles jovens que não têm necessidades" ahhaha coitado!!! Como é que ele vai ver a politica de fora se nao sai da Assembleia?? Que anedota!!!

video

O PPD/PSD Madeira ainda não foi a eleições e já perdeu a Câmara Municipal do Funchal

• O teu choro é a minha alegria. o Teu sofrimento o meu jubilo e o teu desaparecimento a minha fantasia. Até um poema sai assim de repente..





O 4.º "mijinhas" e braço direito do "mijinhas-mor" quer ser Presidente daCentral de Favores Cunhas e Angariação de Empregos


Lívio Rómulo Soares Coelho

20/11/1985

São Martinho - Funchal

Portuguesa

Técnico Electrónica/Electrotécnica

Trajecto Político:

• Secretário-Geral da JSD Madeira 2011

• Conselheiro Nacional da Juventude Social Democrata 2010

• Presidente da Concelhia da Juventude Social Democrata do Funchal 2010

• Conselheiro Nacional da Juventude Social Democrata 2008-2010

• Secretário da Mesa do NESD da Universidade da Beira Interior 2008-2009

• Presidente Fundador do Núcleo de Estudantes Social Democratas da Covilhã 2008-2009

• Conselheiro Nacional da Juventude Social Democrata 2007-2008

• Presidente de Mesa dos Estudantes Social Democratas 2007-2008

• Vogal da Concelhia do Funchal 2006

• Coordenador Regional dos Estudantes Social Democratas Madeira Ensino Secundário 2006

• Secretário da Mesa dos Estudantes Social Democratas 2005

• Presidente do Núcleo Estudantil do Funchal 2004-2005

• Secretário do Núcleo de Freguesia de São Martinho 2003

Divirta-se com estas homenagens ao “mijinhas-mor”




Mais um rato a abandonar o barco.

terça-feira, 29 de maio de 2012

Foste à Quinta Vigia esta manhã receber uma acção de despejo. Com que trombas desceste a Avenida do Infante !!! Depois do (...) só falta o principal (...) dar uma volta ao bilhar grande para a Madeira se ver livre desta escumalha. Depois que venha o Albuquerque, pois foi o unico que se assumiu capaz de agarrar o touro pelos cornos...

PARTIDO NOVA DEMOCRACIA ironiza com saída de "mijinhas-mor" José Pedro Pereira


Rubina Sequeira diz que "não consegue expressar a dor que sentiu"

O Partido da Nova Democracia (PND) emitiu um comunicado, assinado pela deputada única do PND, no qual refere... que "não consegue expressar, por palavras, a dor que sentiu face à anunciada demissão do cargo de líder da JSD-M por parte de José Pedro Pereira".

"Um jovem q...ue tanto tem feito pelos partidos da oposição desta terra, capaz de ridicularizar o PSD-M e o Dr. Alberto João Jardim com uma eficácia deveras notável, merecia, no mínimo, um voto de louvor... Trata-se de uma grave perda para toda a oposição que só não é totalmente irreparável porque - desinteressadamente - manteve a sua condição de Deputado do PSD na Assembleia Legislativa da Madeira".

Continuando a ironia, o PND termina: "Exmo. Sr. José Pedro Pereira, em nome da luta pela transparência, um bem haja!".

Fonte: DN Madeira

A manchete da edição de hoje do DIÁRIO revela que a opinião da maioria dos madeirenses é que JARDIM MENTIU!

segunda-feira, 28 de maio de 2012

A verdade é que não esteve no importante debate do Orçamento para 2012 e não vai estar amanhã no debate da Moção de Censura. Será que não são importantes?

Fonte: Sol

Amanhã discute-se uma Moção de Censura na Assembleia Legislativa da Madeira. Eu pergunto: Onde anda José Manuel Rodrigues?


  • No dia das eleições regionais, o líder do CDS-PP disse isto: "A defesa da região continuará a ser preferencialmente feita em Lisboa e José Manuel Rodrigues suspenderá, assim, o mandato de deputado... regional, admitindo retomá-lo e suspender o de deputado na Assembleia da República, "em momento que sejam importantes, como a discussão dos orçamentos regionais, por exemplo".

    A verdade é que não esteve no importante debate do Orçamento para 2012 e não vai estar amanhã no debate da Moção de Censura. Será que não são importantes?

Hoje, eu, enquanto continental e pagador de impostos, sou defensor da independência da Madeira. Quero um referendo e acho que era a única coisa que podia pôr na ordem o Jardim



Miguel Sousa Tavares, Expresso, 26.5.2012

PND diz que Governo está a cair mas tem "enfermeira" para salvá-lo


O PND não não dúvidas de que este regime "vai cair", embora, segundo Baltasar Aguiar, apareça uma "enfermeira" para salvá-lo. "O senhor José Manuel Rodrigues é a enfermeira deste regime, que está moribundo, mas que ele quer salvar", disse.

O dirigente do PND considera que não existem condições para a existência de um Governo de salvação, ainda mais com a presença do PSD, "que montou este assalto ao bolso dos madeirenses".

Perante a denúncia da ocultação de mais "mil milhões de euros", Baltasar Aguiar afirma que o presidente do Governo Regional deve ir amanhã, dia em que será discutida a moção de censura, à Assembleia Legislativa da Madeira para explicar esta situação, "já que é o grande responsável pela desgraça em que se encontra a Madeira" e "pelo assalto que fez a todos os contribuintes".

"Se amanhã o dr. Alberto João Jardim não subir estes degraus para responder pelo roubo que fez à Madeira, nós queremos eleições", sublinhou, acrescentando que "a salvação regional" assim o exige.

"Entendemos que há um irregular funcionamento das instituições que põe em causa a própria democracia e os fundamentos da autonomia", acrescentou.

Sobre a substituição de Jardim pelo secretário regional de Educação e Recursos Humanos, Baltasar Aguiar afirma não lhe recorrer "legitimidade" nem "responsabilidade" para representar o Governo, ao qual pertence há poucos meses.


Fonte: DN Madeira

Urgências do Hospital do Funchal vão cobrar taxas moderadoras. Alberto João olé, Alberto João olé, Alberto João olé, Alberto João olé, olé!

sábado, 26 de maio de 2012

Sabia que Marcelino Andrade (fugiu) está numa acção humanitária em Cabo Verde? Ele que agradeça ao José Manuel Rodrigues que conseguiu “a fuga” através do Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas.

"mijinhas-mor" foi ontem a exame de codigo e perdeu com nove respostas erradas. Está tudo dito...?

Será que o traidor da direita portuguesa vai responder?

Fonte: DN Madeira

Quem vai mijar os 2700 euros por este jovem dirigente da Central de Favores Cunhas e Angariação de Empregos.

Fonte: DN Madeira 26 de Maio de 2012

Madeira escondeu quase duas mil facturas. Cinco membros do Governo apontados em nova auditoria do TC, revela o Expresso

Uma auditoria feita pelo tribunal de contas encontrou 1.878 facturas que estavam escondidas, relativas a obras que foram executadas entre 2003 e 2010, ou seja, em anos anteriores àqueles em que foram lançadas, na contabilidade da Região.

O relatório do tribunal de contas, a que o semanário Expresso teve acesso e divulga na sua edição de hoje, conclui que a dívida oculta da região resulta de um acto consciente, praticado por 5 membros do governo regional

No relatório do tribunal de contas são mencionados, Santos Costa, o antigo secretário do equipamento social, o seu chefe de gabinete, Ricardo Reis. O nome do secretário do plano e finanças, Ventura Garcês também é mencionado, assim como da diretora do gabinete de controlo e gestão orçamental e ainda do diretor regional de orçamento e contabilidade.

As conclusões do relatório são acompanhadas de uma extensa lista de contra ordenações para serem instauradas. Esta auditoria foi manda fazer pelo Juiz conselheiro responsável pela secção regional tribunal de contas em Novembro para aprofundar a investigação à dívida oculta da Madeira.
De acordo com o semanário Expresso, as conclusões do relatório, com 37 páginas foram aprovadas no dia 15 de Março e posteriormente enviadas ao vice presidente do governo para eventual contestação do documento, uma vez que neste governo João Cunha e Silva tem a responsabilidade das obras públicas.
A operação 'Cuba Livre' ocorreu em Abril.


Fonte: DN Madeira

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Você contava um segredo íntimo ao “mijinhas” também conhecido por José Pedro Pereira?

Gente sem vergonha no focinho

Para que serviu a operação "Cuba Livre"?

Será que o euromilhões vai sair para o Reino Unido?

Cavaco e o Duarte informam-se sobre o valor das suas acções.

Já passaram um dia

Já nem os posso ver...

André Correia Candelária foi uma pessoa honesta e séria e os outros?

Partido Nova Democracia acusa Ministério Público de responsabilidade na situação da Madeira

"Em parte" também é responsável pela situação de burla política, que se vive na Madeira.

A acusação de Eduardo Welsh ao Ministério Público, em nome do PND, foi feita com a decisão da CNE na mão, relativa à acção do Jornal da Madeira, nas eleições para a Assembleia da República, de 2011.

Welsh queixa-se de que o MP costuma arquivar aquele tipo de 'condenação' da CNE, mesmo sem razões para isso. Daí a responsabilidade. "Está na hora do MP acordar e fazer qualquer coisa."

Fonte: DN Madeira

O "mijinhas" garantiu anteontem que ninguém se tinha demitido. Errou justamente no momento em que reconheceu que tinha errado no comunicado. Já são erros a mais.

André Correia Candelária foi uma pessoa honesta e séria. PARABÉNS!

quarta-feira, 23 de maio de 2012

CDS/PP o partido do regime jardinista

E o mentiroso sou, eu?

Quanto custará uma ida às urgências no Serviço Regional de Saúde?

André Candelária, cujo nome surgia no texo, nega a sua autoria e critica conteúdo.

« "Ai, Ai Burrito!"

A JSD Madeira vem por este meio responder aos ataques da tentativa falhada de Juventude Partidária que é a JS.

1 – A JSD Madeira não reconhece qualquer legitimidade à instituição que serve de fachada às "brincadeiras" de um tal Orlando Fernandes.

2 – O débil mental da tentativa falhada de Juventude Partidária, mais uma vez, na sua paixão não correspondida pelo líder da JSD Madeira, procurou, e à falta de ideias em prol da Juventude da Madeira e Porto Santo, fazer propaganda pessoal às custas do grande trabalho da JSD Madeira e do seu líder.

3 – Queremos por esta forma enumerar as grandes ideias e grandes soluções com que esse jovem "Burrito" contribui para a construção do futuro da Madeira:

a) Roubo de 700 Milhões de Euros do "emigrante em Paris", Sr. José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa, à Madeira;
b) Tentativa de fecho do CINM;

c) Redução do Grupo Parlamentar do PS Madeira às 7 conhecidas maravilhas da ALM;

d) Redução do Grupo Parlamentar do PS Madeira à 3ª Força Política Regional;

e) Nomeação da sua desempregada e inculta "mulher" para Deputada Regional do PS Madeira;

f) Apoio ao Talibã e coveiro do PS Madeira, Victor Freitas;

g) Redução da JS Madeira à mais pequena, descredibilizada e insignificante tentativa falhada de Juventude Partidária Regional, que é a JS;

4 – A JSD Madeira quer ainda deixar o seu muito OBRIGADO ao "Burrito" Orlando, pois sem este a Juventude da Madeira e Porto Santo não fazia sentido. Essa mesma juventude que já há muito tempo pediu a independência dos seus débis e desgraçados contributos para esta terra.

5 – Finalizando, queríamos salientar que não satisfeitos com a entrega anteriormente do "KIT COVEIRO" - constituído por uma pá e uma enxada, com o objectivo de facilitar o trabalho dessa gente em enterrar de vez o Partido Socialista na Região -, a JSD Madeira irá proceder à entrega de um "Globo de Ouro – categoria INCOMPETÊNCIA".

Funchal, 21 de Maio de 2012

O Secretário Geral-Adjunto da JSD Madeira Carlos André Correia Candelária ».

Fonte: DN Madeira

sexta-feira, 18 de maio de 2012

A máquina de lavar. São 30 anos a tirar as nódoas do governo. O segredo está no branqueamento. Nas lavagens cerebrais

Soubemos pelo porta-voz da comissão política do PSD-Madeira que os madeirenses poderão estar à beira da “revolta” e da “autodeterminação”. Por breves segundos presumi que o vaticínio não poderia estar mais acertado, atendendo à bordoada fiscal que nós, madeirenses, estamos a levar só para permitir, a quem nos conduziu à beira do abismo, tapar buracos financeiros abertos por um governo viciado em mostrar obras de betão armado e a servir banquetes de espetada e vinho seco, nas inaugurações e nos comícios, endividando a alma do povo para somar vitórias em sucessivas reeleições. Mas eis que, afinal, a propalada “revolta” tem como alvo, não propriamente quem governa estes rochedos basálticos mas aquele que, em Lisboa, ocupa o lugar do eterno inimigo externo da Madeira, o tal Governo da República, que já foi centralista, colonialista e fascista, mas que agora é um déspota porque não respeita o Estatuto político-Administrativo da Madeira nem cumpre o programa de ajustamento económico e financeiro.
E vem então o senhor deputado, advogado e empresário, porta-voz da tal comissão política, lacrimejar, quem nem um crocodilo, à frente das câmaras de televisão. Logo ele, daquela única bancada parlamentar – que recusou abdicar um cêntimo do jackpot de cerca de 5 milhões de euros para financiar o seu partido; que foge da lei das incompatibilidades como o diabo da cruz; que recusa cortar reformas vitalícias e acabar com mordomias como a acumulações de empregos e de pensões, sem solução nem dó para a escalada do desemprego, da depressão, do suicídio, mas que, em contrapartida, não tem qualquer pejo em cortar a eito 15% da despesa na saúde, na educação, no socorro, na economia, nas prestações sociais, na cultura, no desporto.
Fingir-se parte da consternação dos madeirenses que sofrem na pele o arrepio da factura do programa de ajustamento económico e financeiro que Alberto João Jardim assinou é, mais do que hipocrisia, uma provocação, não tivesse decidido o governo regional lançar uma ofensiva de austeridade sobre as famílias em troca de um plano de salvação financeira para obter liquidez imediata. Dinheirinho fresco, venha ele de onde vier, para começar a por as contas públicas em ordem, para corrigir os excessos e os devaneios alucinantes das decisões governativas, sem critério nem moderação, para liquidar dívidas antigas, assumidas e não pagas, com mais anos do que os dedos de uma mão, entre outros compromissos que foram, de forma negligente e incompetente, enterrados por uma gestão do erário danosa.
Como afirmou Jardim, ontem mesmo, no final de um passeio de lancha, “um Governo que se preza não deixa as coisas chegar a este ponto” e “exerce a autoridade”. Obviamente que disse-o no contexto habitual, com baterias apontadas ao Governo da República e à ‘troika’, esses impositores da “assistência financeira estrangeira” que são, respectivamente o interlocutor da Madeira e o credor que propuseram resgatar o executivo de Jardim que, por sua vez, aceitou agarrar-se a esta bóia banhada a ouro e paga por todos nós, para evitar o naufrágio das finanças públicas. Foi incompetente na forma como administrou a Região e teve de ceder esse poder a Lisboa e a Bruxelas, para não continuar a gastar mais do que não tem e ainda nem caído um cêntimo do empréstimo na sua mão estendida e já rosna com a "autodeterminação". A independência, tal como a Autonomia que o governo regional entregou de mão beijada, são aspirações legitimadas pela voz do povo, não são brinquinhos para andar em mãos caprichosas a servir de instrumento político. É como a "revolução": pode partir o poder, mas não parte dele certamente.
Mas o partido que sustenta o poder continua a achar que é uma boa estratégia ensaboar a inteligência dos madeirenses com argumentos falaciosos para branquear a realidade enquanto a lancha governativa mete água. Que com os atestados de menoridade ao povo em pleno adro das igrejas consegue fazer embarcar a culpa e pô-la a milhas daqui para fora, aportando-a de preferência em Lisboa ou em Hamburgo. Vivemos uma democracia com mais de 30 anos mas há ainda uma máquina que se julga capaz de eliminar as nódoas da governação com lavagens cerebrais. Tal como em tempos de má memória… 
Fonte: DN Madeira

Uma sugestão ao Presidente do Governo Regional da Madeira: Vá para os adros da Igreja explicar às pessoas que é V. Exa. o único responsável por esta calamidade.