quinta-feira, 16 de março de 2017

Mais uma vitoria de Alberto João Jardim! Alberto João Jardim absolvido!

O ex-presidente do Governo Regional, Alberto João Jardim, foi absolvido, esta tarde, no tribunal da Instância Local da Comarca da Madeira, do crime de violação dos deveres de neutralidade e imparcialidade no período das eleições autárquicas de 2009. A juíza Joana Dias considerou que não ficaram provados os factos que constavam da acusação do Ministério Público.
Este julgamento teve início a 21 de Outubro e em causa estava a actuação do ex-presidente do executivo madeirense em diversas inaugurações, com actos e referências em discursos contra representantes do PND (Gil Canha, Baltasar Aguiar e Eduardo Welsh). Também era acusado de promover o PSD, ao fazer-se acompanhar na viatura do Governo Regional pela líder nacional social-democrata, Manuela Ferreira Leite.
Fonte: DN Madeira 

Dedicado a quem de direito.


sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

FRANCISCO LOUÇÃ NO BANCO DE PORTUGAL

A nomeação de Francisco Louçã para o Banco de Portugal não faz qualquer sentido.
O Conselho Consultivo está cheio de bons economistas, muitos deles com relevante vida académica. É presidido pelo Governador, integra os Vice-Governadores todos os antigos Governadores, o conselho de auditoria e ainda quatro personalidades de reconhecida competência em matérias económico-financeiras e empresariais.
Num conselho pejado de economistas e académicos o legislador entendeu, e bem, que o mesmo deveria ter pessoas das empresas, do mundo financeiro e empresarial. E foi nessa "quota" que Francisco Louçã foi nomeado.
Pergunto:
Quantas empresas criou Francisco Louçã?
Quantos empregos criou?
Quantos conselhos de administração já integrou?
PS - E já agora. Em quatro nomeações não podiam arranjar uma senhora? Não há nenhuma Senhora que seja uma personalidade de reconhecido mérito em questões financeiras e empresariais ? Ou a questão das quotas é só para impor às empresas privadas?

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Eu que não sou de intrigas...


Porque razão o plenário da Assembleia regional da Madeira nunca reúne as segundas e sextas-feiras?