segunda-feira, 31 de maio de 2010

Dóris Marques interpelou Jardim Ramos em Câmara de Lobos e acusou-o de estar a mentir sobre o programa de saúde oral

video

Fonte:http://www.dnoticias.pt/default.aspx?file_id=dn03010101310510&id_user=


espetada.vinhesec@gmail.com : Actualizado: 31-05-2010 15:19:56
Continuem votando neles: A vilhoada que va votando neles para ver se ficam menos corruptos ou se abusam menos do poder... PPD PPD Será que houve espetada na festa sorridente??? E bar aberto?

Anónimo : Actualizado: 31-05-2010 12:59:47
Marco Nunes: Isto é uma cambada de corruptos... quando se levantar mais os lençõis... nem queiram ver o que passa

Como pode o Diário de Notícias ter sucesso com um director que já se deitou diante do bispo Dom Teodor Faria?


Garajau Mensário sério e cruel n.º 138. já esta nas bancas


O que fez o povo pará merecer estes, outra vez?


Medidas concretas para reduzir a despesa










Cortar no número de pessoas pagas para dar opinião no JM.

Entregar o JM à Diocese do Funchal.

Reduzir o número de deputados na Assembleia da República.
Sair das sociedades anónimas desportivas.

Fundir as sociedades de desenvolvimento.

Impedir a acumulação de reformas com os ordenados.

Usar energia solar para aquecer piscinas, nomeadamente as da Penteada.

Instalar os serviços públicos em prédios da Região, para cortar nas rendas.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Qual será a autarquia, o "H", o "piso -3, o "A", o "JM", o "D", o "J" e o "RS"?





























Machico noutros tempos.




O cartoon do Dia

Sócrates vai ter que explicar criação da Baía do Tejo SA


Depois de promulgar a lei dos gays. Será esta a bandeira que Cavaco Silva quer para o seu País?

Mais uma "cunha" de Jardim Ramos na Coordenação do Programa Regional de Promoção de Saúde Oral!











O nome foi escolhido pela direcção clínica do Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira E.P.E. (SESARAM) e, apesar de ainda não ter sido divulgado oficialmente, causou estupefacção e até algum mal-estar junto dos médicos-dentistas. Em primeiro lugar, porque não foram tidos nem achados no processo de selecção. Depois, a escolhida é uma das profissionais mais inexperientes do mercado regional, visto que terminou o curso há menos de dois anos.

Por fim, o facto de se tratar de uma pessoa próxima do círculo familiar do secretário da tutela ajudou a ampliar a polémica.


Ver mais nesta fonte:http://www.dnoticias.pt/Default.aspx?file_id=dn04010215260510&id_user==

Por que razão no Diário temos que levar com a cara "deste" quase todos os domingos?


Dedicado a Sua Exciª o Presidente da República Portuguesa Cavaco Silva

terça-feira, 25 de maio de 2010

O que seria do CDS/PP Madeira sem os fretes do Diário de Noticias e do Cidade?




No dia da sua eleição fui dos poucos a defendê-lo. Hoje há milhões!

Por que razão o Jornal da Madeira não entrevistou o Padre Anselmo Borges na sua visita a Madeira?















Padre da Sociedade Missionária Portuguesa. Estudou Teologia (Universidade Gregoriana, Roma), Ciências Sociais (École dês Hautes Études en Sciences Sociales, Paris), e Filosofia (Universidade de Coimbra).


Leccionou Filosofia e Teologia na Universidade Católica Portuguesa e no Seminário Maior de Maputo, Moçambique.


É docente de Filosofia na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.


Tem diversas obras publicadas, entre elas “Janela do (In)Visível”; “Religião: Opressão ou Libertação?”; “Morte e Esperança, Corpo e Transcendência”; “Deus no Século XXI e o Futuro do Cristianismo” (coordenação).


É colunista do Diário de Notícias sobre temas de religião.

Será que este Comissário à 'boleia' da PSP

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Que rica maneira o Diário voltou a encontrar para promover o Líder do CDS/PP!


Estádio dos Barreiros







Jovens do CDS/PP “ imitar” Partido Comunista Português e Bloco de Esquerda




Procura-se legenda para as fotos











PCP por vezes é CDU, nunca CDS... Alguém explica ao Policarpo?! E ao Zé e ao Lininho?













Esta mensagem electrónica chegou ao meu correio electrónico e gostaria de partilhar, porque não gosto de reter informações...

"PALHAÇADA CDS PCP....
sera do vosso interesse saber que: sendo apartidario tenho muitos amigos em ambos os partidos. segundo consta o cromo em questao de nome Policarpo - protegido do presidente do cds- formalizou mesmo inscricao no pcp e depois participou numa reuniao da junta de freguesia do Curral Freiras em representacao do pcp. ate ai tudo bem. curioso é o facto de passados pouquissimos dias ja estar a participar nas iniciativas do cds e a frequentar as suas instalaçoes!!??
é caso para perguntar: "este cromo é do cds ou do pcp?" , pcp e cds nova aliança??
ha cada uma neste mundo.....

Consta, que o caso esta a gerar muita polemica e mal estar. J M Rodrigues tenta a todo o custo abafar o "caso" em oposição ao que Lino Abreu defende. ja se comenta nos corredores do CDS que as coisas azedaram de vez!!!

tudo por causa de um cromo do Curral!! E esta hein??"

sexta-feira, 21 de maio de 2010

ACIF - CCIM convida e desconvida o Deputado do Partido da Nova Democracia




Quando somos aumentados?


















(PODE NÃO PARECER, MAS SÃO VALORES MENSAIS!!!!....)

-Mata da Costa: Presidente dos CTT, 200.200 Euros

-Carlos Tavares: CMVM, 245.552 Euros

-António Oliveira Fonseca: Metro do Porto, 96.507 Euros

-Guilhermino Rodrigues: ANA, 133.000 Euros

-Fernanda Meneses: STCP, 58.859 Euros

-José Manuel Rodrigues: Carris 58.865 Euros

-Joaquim Reis: Metro de Lisboa, 66.536 Euros

-Vítor Constâncio: Banco de Portugal, 249.448 Euros (este é que pode pagar mais IRS)

-Luís Pardal: Refer, 66.536 Euros

-Amado da Silva: Anacom, Autoridade Reguladora da Comunicação Social, ex-chefe de gabinete de Sócrates, 224.000 Euros

-Faria de Oliveira: CGD, 371.000 Euros

-Pedro Serra: AdP, 126.686 Euros

-José Plácido Reis: Parpública, 134.197 Euros

-Cardoso dos Reis: CP, 69.110 Euros

-Vítor Santos: ERSE, Entidade Reguladora da Energia, 233.857 Euros

-Fernando Nogueira: ISP, Instituto dos Seguros de Portugal, 247.938 euros (este não é o ex-PSD que se encontra em Angola !! )

-Guilherme Costa: RTP, 250.040 Euros

-Afonso Camões: Lusa, 89.299 Euros

-Fernando Pinto: TAP, 420.000 Euros

-Henrique Granadeiro: PT, 365.000 Euros


E ainda faltam as Estradas de Portugal, EDP, Brisa, Petrogal, todas as outras Observatórios e reguladoras ... Vilanagem É um fartar enfim! E pedem contenção!!

Imaginem o que é pagar um Subsídio de férias ou de Natal a estes senhores:''Tome lá meu caro amigo 350.000 € para passar férias ou fazer compras de Natal''.

E pagar-lhes esta reforma ... É no mínimo imoral ... Até porque estes cargos não são para técnicos, Mas são de nomeação política .. É isto que lhes retira toda e qualquer credibilidade junto do povo e dos quadros técnicos.


TUDO NOSSO DINHEIRO QUE ALIMENTA ESTE BANQUETE, ONDE A CRISE NÃO BATE À PORTA E Onde há aumentos SEMPRE PARA Amigos

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Deputado do PND-M diz que lei que consagra casamentos homossexuais é "traição"






















O deputado do PND-M, José Manuel Coelho, classificou hoje de “traição” a promulgação pelo Presidente da República, Cavaco Silva, da lei que consagra os casamentos homossexuais.

José Manuel Coelho considerou “bastante lamentável” a atitude do Presidente da República ao promulgar aquele diploma: “essa lei é uma traição a todos os valores da grande maioria dos portugueses que votaram em Cavaco Silva porque são pessoas que se reveem nos valores da igreja, do Evangelho e da Bíblia”.

Realçou que o PND-M não discrimina os homossexuais mas critica que, às suas uniões, se possa dar o nome de casamento porque “o casamento é uma instituição sagrada”.

O deputado único do PND-M criticou ainda o Presidente da República de “prometer uma coisa e fazer outra: “como é que se pode acreditar num político destes que pede aos portugueses sacrifícios quando ele próprio tem quatro ordenados e quando ele acaba de trair os portugueses e católicos, as pessoas que são crentes na sua fé e que prezam os valores da família?”.

Na ação política do PND-M, José Manuel Coelho falou ainda da “incoerência” do Presidente da República que acumula três reformas (do Banco de Portugal, da Universidade Nova e de primeiro ministro) para além do salário enquanto Presidente da República.